“Beijo na boca me dá tesão” – parte I

Primeiras, segundas e terceiras impressões. Nem sempre simples contatos bastam para desvendar algumas personalidades. Alguns surgiram e marcaram suas gerações com feitos de bravura, liderança, ou simples toque de genialidade. Cristóvão Colombo desbravou os mares, contrariando tempestades (físicas e psicológicas). O resultado, todos conhecemos. Apesar da relevância histórica, não é pra exaltar feitos de antepassados que estamos aqui.

Foi justamente utilizando a perspicácia, tão cara aos inovadores, que Gabriel Colombo conseguiu mais de 600 mil visualizações de suas vídeopoesias no Youtube.

Video o quê?

Assim como Leminski e seus questionamentos sobre Cristo, Gabriel fez do vídeo meio de difusão para suas ideias e desejos. French Kiss foi o primeiro publicado; seguido por Casa, Carinho e Coca Cola.  Estes trabalhos são uma amostra do estilo irônico que o escritor (e modelo) imprime em seu livro Verde cor de menta e dos teus olhos, publicado em 2009.

Egocêntrico, gentil,  bon vivant ou boa praça? Cabe a você, e sua dedicação, desvendar esta personalidade:

 

 

Colombo, o modelo

Colombo, o modelo

O que se lembra da sua infância?

Os brinquedos e as brincadeiras. Eu tinha uma garagem cheia debrinquedos e vivia ligando para os meus amigos com a pergunta: ”E ae? Vamos brincar?”. E os brincadeiras, em rua ou em casa, eu sempre bolava o enredo, inventava os personagens e como ia ser a história. A hora que terminava tudo, eu detestava, e voltava para casa vermelho de raiva. Eu era bochechudinho!

As colegas de escola prestavam atenção em você?

Sim, prestavam… não como o garotinho atraente, mas como
inteligente, o “sabe tudo”. Adoravam sentar perto de mim, pegar meus
cadernos, ligar para tirar dúvidas. EU ERA NERD; quem diria que um nerd
trabalharia (também) como modelo e faria um dia Ensaio Sensual?!

Sofreu muito por amor?

Ando com o entendimento que o amor é muito complexo, sublime,
achamos que sabemos o que é o amor, mas estamos enganados. Quando
acaba, vivemos nos queixando, portanto, não é amor. Amor será quando
estivermos em estado de graça pleno, em alto voo, com os dois braços
abertos frente ao precipício sem o menos receio de cairmos. O que tive
até hoje foram pequenos golpes, chamados paixão e, sim, já sofri.

 

E por ódio?

Por ódio? Já tive vontade que jamais tivesse eu conhecido tal pessoa
e que ela morresse, mas sofro quieto, ninguém imagina que eu esteja
roído por dentro. Ódio, em outro âmbito, eu tenho até hoje de quem
deixa os outros sem resposta.

 

Que coisas te aborrecem?

Gente sem SENSO de HUMOR. Eu me dava com um cara e normalmente
falava ironias e brincadeiras para ele, em nossas conversas. A esposa
dele disse-me “Não brinca com ele porque ele não sabe brincar”. Notei
que era uma das raras pessoas sem senso de humor que me rodeavam. Me
afastei. Quem não tem essa condição básica para mim, a de “afrouxar a
corda da seriedade e dureza da vida”, não vale, a não ser que seja a
200m de distância!

Que coisas te divertem?

Me diverte? Gente parecida comigo, na mesma frequência. Daí fica
muito mais fácil brincar (em todos sentidos).

 

Que coisas te fazem chorar?

Quando eu choro de emoção? Choro com declarações de amor. Gente que se
confessa para outra abertamente, que abre a caixinha dos sentimentos e
diz o quanto ama. Cena de beijo de cinema também!. Tu sempre sabes
quando vai acontecer o beijo, mas para mim, nunca é demais ou cafona.
Já cheguei a salivar assistindo. Beijo na boca é quase tudo.

Qual o papel da música na tua vida?

O de desestressar (para abstrair ou elaborar pensamentos). O de
dançar (festas). E como fonte de inspiração: é resumo da vida, a
música. Resumo do sonho, resumo do pesadelo. Resumo das pretensões, dos
anseios. Síntese do “MUITO” que são esses assuntos que entrelaçam
vida/morte/dor/alegria. Desconfio de quem não ouve música. E quando
conheço alguém, logo quero descobrir o gosto musical,…por aí traço
meio que um perfil.

Com qual personagem da história universal gostaria de se parecer?

Eu gostaria de ser um híbrido de Nietzsche, Chet Baker e Kurt
Cobain. Aliar genialidade, ternura e claro, um pouco de loucura (para
sobreviver!)

John Lennon, Elvis Presley ou Lady Gaga?

John Lennon é doce, e acho legal cara que sabe e admite ser doce.
Se nasce assim. De forma alguma é fragilidade. Mas vou responder Elvis:
morro de inveja, …(!), por mais que eu tente, nunca consigo fazer um
topete tão perfeito como o dele!

Esta é a primeira parte a entrevista com Gabriel Colombo. Assim que possível, explanaremos sobre a literatura praticada pelo autor (e modelo). Sonhem até lá, meus bens.

<a href=http://bit.ly/3Qi8AD>questionamentos</a>

Anúncios

14 Comentários

Arquivado em Sem categoria

14 Respostas para ““Beijo na boca me dá tesão” – parte I

  1. vemos aí a ascensão de uma estrela. uma não, três! essa entrevista ainda vai ser pioneira na história desse que será um grande astro!!

  2. Bruno

    Sem palavras ! ehaiuheaiuhe

  3. Rodrigo BC

    Fiquei emocionado com esse primeiro grande feito de um blog que tem tanto potencial. Meus parabéns obscenidade digital, afinal de contas, Gabriel Colombo é REI!

  4. alana

    RAFA! VC É FODA! hasuahsuhauhsuha

  5. Pois digo que é assim que nasce uma novo movimento, algo como um modernismo-pós-contemporaneo!

  6. CaSco

    Cacilda manolo … não é q é real … os caras mandaram muito bem!!

    Força Jedi!!

  7. Vinícius

    Eis um homem intempestivo. A nova face de Nietzsche.
    Parabéns ao blog por nos presentear com tamanha magnificência.

  8. muriloco

    Sensacional!
    Parabéns a todos os envolvidos por essa entrevista fantástica!

  9. Saul Braistone

    Caraleo mano!!! ficou muito da hora…quero ver um dia quem sabe a stefany sendo entrevistada!!!

    Meus parabéns!

  10. Felipe

    Cassetada!

    Essa entrevista (parafraseando Colombo) sacudiu o fluxo sanguíneo do meu cérebro!

    Parabéns!
    Estou ansioso pela segunda parte!

  11. meus sinceros elogios. melhor seria impossível!

  12. E eis que a literatura contemporânea não está perdida: com charme e genialidade, Gabriel Colombo, o anjo desbravador do além-mar, traz-nos torrencialmente seu swing & jeitinho maravilhoso que me da tesão!

  13. nóza

    quanto arrojamento desse blog. eu fico fã cada dia mais.

  14. Papareia

    Rio Grande, que é uma ótima cidade (risos), exportando ao mundo o que temos de melhor na cidade: rio-grandinos (mais risos).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s